Modelo de coluna permite realizar a simulação de cirurgias minimamente invasivas

  • Post category:Ortopedia

Com grande precisão e realismo nos detalhes, o novo modelo de coluna da Nacional Ossos foi desenvolvido para o treinamento de cirurgias artroscópicas para o tratamento das principais patologias da coluna.

Segundo pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com o IBGE, 18,5% da população adulta brasileira é acometida por doença crônica de coluna. Dentro dessa estatística alarmante, os problemas de coluna lideram o ranking de afastamentos do trabalho pelo INSS, segundo censo de 2017. Dependendo de sua gravidade, essa patologia pode ser incapacitante tornando-a também uma das principais causas de aposentadoria por invalidez no Brasil. Desse modo, além dessas doenças causarem grande redução na qualidade de vida das pessoas acometidas, gera também forte impacto negativo na economia e mercado de trabalho do país. 

Com isso, os profissionais de medicina, sempre sinônimos de evolução, desenvolveram o procedimento cirúrgico minimamente invasivo, sob o qual, há o mínimo de exposição interna do paciente ao ambiente. Devido a esses fatores, há uma crescente necessidade de realização de cirurgias artroscópicas de coluna e tratamentos para solucionar esses problemas. 

Dentro desse contexto, a Nacional Ossos desenvolveu, em parceria com o experiente Dr. Roth Vargas, um modelo de simulador de artroscopia de coluna. 

“Nos modelos encontramos as patologias mais frequentes de coluna, nas quais se utiliza o método endoscópico: hérnia de disco, artrose facetária, estenose do canal raquiano e estenose foraminal. São as mais frequentes e possíveis de serem tratadas com endoscopia. As hérnias de disco em jovens e adultos são um problema de saúde pública, com repercussão trabalhista. As estenoses em adultos e idosos são causadoras frequentes de incapacidade física. Além disso, em casos de obesidade mórbida, a alternativa da cirurgia endoscópica é primordial para resolver as patologias citadas” – afirma Dr. Roth Vargas sobre a escolha das patologias no desenvolvimento do modelo. 

Esse novo modelo de coluna Lombossacra da Nacional Ossos permite desenvolvimento e treinamento das técnicas cirúrgicas com grande realismo e precisão, pois é composto de materiais que se assemelham ao máximo com os tecidos e ossos humanos. Com ele é possível eliminar o uso de cadáveres em estudos práticos, gerando padronização pela repetibilidade, redução de riscos de contaminação cruzada e facilidade de armazenagem, tudo isso aliado à diminuição no custo. Além disso, ele pode ser utilizado junto ao navegador, que dispensa ainda o uso de Raio-X nos cursos, estudos e workshops. 

Segundo Dr. Roth Vargas esse produto é um avanço para a medicina.  “Os modelos capacitam os cirurgiões para iniciarem a operação em seus pacientes. A endoscopia de coluna é uma ferramenta disponível para resolver as patologias mais comuns da coluna e pode ser realizada ambulatorialmente, com baixíssimo nível de complicações. Por isso, é tão importante facilitar e ampliar a capacitação profissional, permitindo que mais procedimentos sejam realizados e mais pacientes sejam devidamente tratados”, finaliza.